Arraial do Cabo é um município localizado na região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro. É conhecido com o “Caribe Brasileiro”, em razão de suas belíssimas praias com águas de cor azuladas e transparentes.

Como o próprio nome indica (arraial = lugarejo, pequena aldeia), é uma pequena cidade de 28 mil habitantes que até 1985 pertencia ao município de Cabo Frio. A palavra “cabo”, por sua vez, refere-se a uma porção ou saliência de terra que adentra ao mar. De fato, em Arraial do Cabo, são muitas dessas “saliências” que acabam por formar diversas praias e enseadas.

Mapa de Arraial do Cabo, Google Maps
Mapa de Arraial do Cabo (fonte: Google Maps)

Neste post, passamos as dicas essenciais para quem quer conhecer Arraial do Cabo. Confira!


Leia também:


1. Vale a pena visitar e se hospedar em Arraial do Cabo?

Com certeza vale a pena visitar Arraial do Cabo! Algumas praias do município são belíssimas, tais como, a Praia do Pontal, as Prainhas do Pontal da Atalaia e a Praia do Farol, que só pode ser visitada de barco.

Aeronave ATR da Voe Pass, Aeroporto de Cabo Frio (CFB)
Aeronave ATR da VoePass, Aeroporto de Cabo Frio (CFB)

É possível chegar a Arraial do Cabo de ônibus ou de transfer a partir da cidade do Rio de Janeiro (2 a 3h de estrada). Outra opção é pelo aeroporto de Cabo Frio (CFB), onde operam as companhias aéreas Azul e Voepass, com voos de/para São Paulo (Congonhas e Guarulhos) e Belo Horizonte (CNF). Para ser sincero, o aeroporto fica mais perto de Arraial do que da cidade de Cabo Frio propriamente dita.

As rotas aéreas de São Paulo para Cabo Frio podem funcionar apenas em alta temporada. Nos demais períodos do ano, apenas a Azul opera a rota entre Belo Horizonte e Cabo Frio.

Mas, será que vale a pena se hospedar em Arraial do Cabo? Acho que não. A cidade peca bastante pela falta de infraestrutura, conforme explico a seguir. Talvez seja melhor ficar em Cabo Frio (a 12 km) e fazer um bate e volta para Arraial do Cabo.

2. Evite visitar Arraial do Cabo na alta temporada

Se você quer curtir Arraial do Cabo com tranquilidade, evite visitá-la na alta temporada, que corresponde aos meses de verão (dezembro a março). Os feriados e finais de semana ao longo do ano também podem não ser as melhores opções, uma vez que a cidade também fica cheia de turistas.

Na alta temporada, as praias ficam lotadas. Em algumas delas, como é o caso das Prainhas do Pontal de Atalaia, fica até difícil encontrar um espaço na areia e, se você não chegar cedo, nem encontra cadeiras e guarda-sóis para alugar. O porto, muito usado para passeios turísticos ou para o deslocamento para determinadas praias, também fica muito congestionado e com pessoas aglomeradas. Além disso, se você vem de carro de Cabo Frio, deve pegar um bom trânsito, tanto na ida, quanto na volta.

Clima em Arraial do Cabo - mês a mês
Clima em Arraial do Cabo – mês a mês (fonte: Google.com)

Entretanto, isso não deve fazê-lo desistir de visitar Arraial do Cabo. A cidade tem um clima agradável o ano todo. No outono e no inverno, as temperaturas durante o dia não costumam cair muito. Ademais, nessas estações, chove menos, permitindo que você aproveite ainda mais os atrativos naturais. As águas do mar, por sua vez, são sempre bem geladas. Não é a toa que foi chamada de Cabo Frio (Arraial do Cabo se desmembrou do município de Cabo Frio em 1985).

Portanto, o melhor é visitar Arraial do Cabo nos dias de semana, entre abril e novembro, evitando feriados ou finais de semana prolongados. Janeiro é o pior mês para visitar e Agosto é o mês mais tranquilo. Julho, por ser período de férias escolares,  pode ter um maior fluxo de turistas, mas não chega a tanto quanto no mês de janeiro.

3. Não fique na Prainha

Prainha, Arraial do Cabo
Prainha, Arraial do Cabo

Prainha é um bairro e o nome da praia correspondente em Arraial do Cabo (ao norte). É um lugar onde, definitivamente, eu não recomendo que você se hospede (ou sequer visite!). Ficamos num hotel neste bairro e me arrependo imensamente.

À distância, pode até parecer uma praia bonita, de águas azuladas e cristalinas (você vai ler muitos elogios na internet), mas quando você chegar perto, vai notar um lugar com muita sujeita, pouca infraestrutura e ainda por cima, lotado. Os “quiosques” de praia também são simples e não tivemos coragem de pedir nada para comer por lá. Nos dias de praia, é comum as ruas ficarem lotadas de carro, sem nenhum lugar para estacionar.

O bairro não tem bons restaurantes. Há “lojinhas” e botecos bem precários, caso você precise comprar algo (água, bebida, comida etc.). À noite, o bairro não tem movimento. Ou seja, você terá que ir para outro lugar.

Parque Público no bairro Prainha, ao fundo uma Comunidade, Arraial do Cabo
Parque Público no bairro Prainha. Ao fundo uma Comunidade.

Ao redor da Prainha, há uma comunidade (morro). Até aí, nada contra! Ocorre que há apenas uma rua de acesso ao bairro (Rua José Pinto de Macedo) com exceção da rodovia RJ-140. Ou seja, se você quiser ir caminhando até alguma outro bairro, você necessariamente terá que passar por essa rua, que é meio estranha.

Por lá, eu vi garotos empinando motos e até vendendo drogas, tranquilamente, à luz do dia (um taxista me falou que era crack). Alguns escondiam o “material” atrás dos medidores de energia. Foi impressionante ver um grupo de usuários se juntando, desesperadamente, em busca do “material” que havia acabado de chegar. De qualquer forma, durante nossas caminhadas pela rua, tanto de dia, quanto de noite, ninguém nos incomodou.

Enfim, pode até ser que o lugar não seja inseguro (não sei), mas definitivamente não é agradável. A minha recomendação é que você se hospede no centro, na Praia dos Anjos, ou na Praia Grande, onde terá acesso fácil ao porto (passeios de barco), às agências de viagens e a bons restaurantes.

Você também pode ficar em Cabo Frio, que é uma cidade mais bonita, com mais infraestrutura, e que fica a apenas 12 km de Arraial do Cabo. De lá você faz um bate e volta para as praias de Arraial do Cabo (Uber cerca de R$ 40).

4. Conheça as prainhas do Pontal da Atalaia

Pontal da Atalaia, Arraial do Cabo
Escadaria da Prainha do Pontal da Atalaia

As prainhas do Pontal do Atalaia (não confundir com a Prainha) são o cartão postal de Arraial do Cabo. São duas praias, relativamente pequenas, na região sudeste de Arraial do Cabo, em frente à Ilha do Farol. As águas são cristalinas, transparentes, belíssimas e, como não poderia deixar de ser, geladas. Não dá para ir a Arraial do Cabo e não visitá-las. Não esqueça de levar o seu snorkel!

Prainha do Pontal da Atalaia, Arraial do Cabo
Prainha do Pontal da Atalaia: a mais famosa de Arraial do Cabo

As prainhas são adjacentes e ficam na parte baixa de um morro (a rua está na parte de cima). É possível ir de uma a outra caminhando, mas, durante a maré cheia, você tem que passar com água pela cintura.

A primeira prainha é famosa pela sua imensa escadaria de madeira (cerca de 200 degraus) e costuma ficar mais lotada. A segunda prainha é mais ampla. Esta tem mais opções de serviços e fica próxima à Gruta do Amor, onde os casais se juntam para tirar fotos. Se você for para lá em alta temporada, esqueça a foto!

Aluguel de Guarda-Sóis e Cadeiras, Prainha do Pontal da Atalaia, Arraial do Cabo
Aluguel de guarda-sóis e cadeiras, Prainha do Pontal da Atalaia

Os preços dos serviços são muito caros. Na primeira, o aluguel de um guarda-sol com duas cadeiras custa R$ 100. Na segunda, custa em torno de R$ 80 (ref. dez/2022).

Na parte alta do Pontal do Atalaia, você encontra trilhas e mirantes. Uma dessas trilhas leva à Praia Brava, uma praia com ondas fortes e desabitada. Só não esqueça de levar o seu calçado se decidir visitá-la!

Há várias formas de chegar às Prainhas do Pontal de Atalaia:

  • Via Terrestre: o acesso é feito por um condomínio. Dá para ir de taxi até a escadaria (R$ 60), na parte alta. Uber ou 99 não podem entrar portanto, o deixam na portaria do condomínio e você tem que fazer uma caminhada de 1h30m ou pegar um taxi (preço por pessoa R$ 15 a 20) De carro próprio, é necessário chegar cedo para encontrar uma vaga e pagar uma taxa de R$ 20. As vagas são limitadas e o lugar é ruim de estacionar.
  • Barco taxi: é possível ir do porto na Praia dos Anjos até o Pontal do Atalaia de barco-taxi. Os barcos chegam numa área delimitada da praia (segunda prainha). O preço por pessoa era de R$ 15 por trecho (ref. dez/2022).
  • Passeios turísticos: os passeios turísticos de barco (que também saem da Praia dos Anjos) costumam incluir em seu roteiro uma parada nas prainhas do Pontal do Atalaia.

5. Passeio de barco em Arraial do Cabo

Praia do Farol, Arraial do Cabo
Praia do Farol, Arraial do Cabo

O roteiro padrão dos passeios de barco em Arraial do Cabo abrange:

  • Praia do Farol: localizada na Ilha do Farol, é uma reserva ecológica sob administração da Marinha do Brasil. O acesso e o tempo de permanência são restritos e o visitante deve ficar dentro de locais (areia e mar) delimitados pelas cordas. As paradas são de geralmente 20 a 30 min.
  • Fenda de Nossa Senhora: é uma fenda na Ilha do Farol, onde teria sido encontrada uma estátua de Nossa Senhora. 
  • Gruta Azul: localizada na Ilha do Farol, em mar aberto. Em determinadas épocas do ano, é possível observar os tons de azul da gruta. Apenas para contemplação. Você não desce do barco.
  • Prainhas do Pontal da Atalaia.
  • Praia do Forno: uma belíssima praia, de águas mais quentes, localizada numa enseada ao lado da Praia dos Anjos. Só pode ser acessada de barco ou por uma trilha, a Trilha do Forno. O barco não costumam chegar até a areia e os turistas aproveitam para se banhar em volta da embarcação.

O passeio de barco custa cerca de R$ 70, acrescida da taxa de embarque do porto (R$10). A duração do passeio é de 3 a 4 horas. É comum partir às 8h30 e retornar em torno do meio-dia.

Fique atento ao escolher sua embarcação. Algumas são muito grandes, outras barulhentas e tem ainda as mais caras e famosas!

Barco ancorado na Praia do Farol, Arraial do Cabo
Praia do Farol: o acesso é só de barco!

A dica é: só faça o passeio de barco se você quiser conhecer a Ilha do Farol, notadamente, a Praia do Farol, que é bonita, mas que você acaba aproveitando muito pouco.

Gruta Azul, Ilha do Farol, Arraial do Cabo
Gruta Azul, Ilha do Farol

As demais atrações você pode fazer por conta própria, no seu próprio tempo, sem que precise contratar nenhuma agência de viagens. É verdade que o passeio é animado, você pode tirar fotos interessantes e os guias costumam passar algumas dicas e informações, mas nada tão especial que justifique fazer esse tour.

6. Trilha para a Praia do Forno

Praia do Forno, Arraial do Cabo
Praia do Forno, Arraial do Cabo

Como mencionamos, a Praia do Forno é acessível apenas de barco ou por uma trilha. Nos passeios, as embarcações não costumam chegar até a areia. Portanto, se você quiser aproveitar a praia, terá que pegar um barco taxi ou fazer a trilha.

A trilha inicia-se ao lado da entrada do porto, na Praia dos Anjos. É uma trilha leve, com uma subida um pouco puxada, mas que pode ser percorrida até por idosos (sem dificuldade de locomoção) e crianças. O percurso dura de 20 a 30 minutos. É muito comum ver pessoas subindo a trilha com coolers (caixas térmicas), guarda-sóis, cadeiras e outros acessórios.

Trilha para a Praia do Forno, Arraial do Cabo
Início da trilha para a Praia do Forno: trecho ficar escorregadio na descida

Na entrada, há um guarda municipal que faz um controle, restringindo a entrada de garrafas de vidro e caixas de som. Ele também só deixava entrar quem estivesse utilizando máscara.

Praia dos Anjos, Vista a partir da Trilha para a Praia do Forno, Arraial do Cabo
Praia dos Anjos, Vista a partir da Trilha para a Praia do Forno, Arraial do Cabo

Você pode fazer algumas paradas, no caminho, para apreciar tanto a vista da Praia dos Anjos, com seus diversos barcos, quanto a da Praia do Forno. Há um mirante, com um banquinho, para você apreciar a paisagem.

Na praia, você encontra alguns quiosques de alimentação e serviço de aluguel de caiaques. Apesar de ser o destino de muitos turistas e locais, em alta temporada, ela é um pouco mais vazia que as outras praias de Arraial do Cabo. Muitos devem ter preguiça de subir a trilha.

A dica é: use um calçado antiderrapante. Na descida, a possibilidade de escorregar nos degraus (com alguma areia) e se machucar não é pequena. Além disso, não esqueça de levar a sua garrafinha de água.

7. Praia do Pontal

Praia do Pontal, Arraial do Cabo
Praia do Pontal: águas cristalinas e ambiente agradável

A praia do Pontal (não confundir com as prainhas do Pontal do Atalaia) está localizada no noroeste de Arraial do Cabo, já no caminho para Cabo Frio. No final da extensão de areia, lá longe, você já observa a Praia do Forte, em Cabo Frio.

A praia do Pontal é uma belíssima e extensa praia, com razoável infraestrutura e fácil acesso. Suas águas são azuladas, transparentes, geladas e margeiam uma imensidão de areia branquinha. Se eu voltar a Arraial do Cabo, essa praia, com certeza, estará no meu roteiro de viagem, pois é a que tem o melhor custo-benefício.

Há várias barraquinhas de praia. Alugamos um guarda-sol com cadeiras por R$ 50. Mas, se consumíssemos R$ 80, não precisaríamos pagar a locação. Provamos uma porção de linguiças que estava deliciosa, além da indispensável cervejinha gelada. Fomos muito bem atendidos, mas não me recordo o nome da barraca.

Na alta temporada, a praia fica cheia, mas há bastante espaço se você não quiser ficar na aglomeração.

Píer, Praia do Pontal, Arraial do Cabo
Píer onde se pode observar tartarugas marinhas. Ao fundo, a Ilha do Pontal.

Um ponto interessante para visitar na Praia do Pontal é um “píer de cimento”. Fica na lateral direita, repleto de pedras e junto a um morro. Por lá, você pode observar várias tartarugas marinhas nadando tranquilamente, bem como outros peixes.

Junto a esse píer, você também tem acesso a uma trilha que leva ao topo do morro, onde você tem uma vista incrível da praia e dos seus arredores, incluindo a Ilha do Pontal. Continuando a trilha, você chega até a enseada do pontal – cheia de pedras. Qualquer que seja o lado, a vista vai surpreendê-lo. O esforço da subida compensa!

Praia do Pontal, Vista a partir da Trilha, Arraial do Cabo
Praia do Pontal, Vista a partir da Trilha, Arraial do Cabo

Para chegar à praia do Pontal, o acesso é pela rodovia RJ-140, que vai para Cabo Frio. Logo depois do “estacionamento da Prainha”, você vira à direita na Alameda das Casuarinas, passa pela portaria do Condomínio Village do Pontal e segue adiante numa estrada de chão. Dá para ir de taxi, Uber ou de carro próprio. Há estacionamento pago próximo à praia.

8. Transporte em Arraial do Cabo

Para chegar às principais praias de Arraial do Cabo, você terá que ir de carro. Alugar um veículo pode ser uma opção. Se você vier da cidade do Rio de Janeiro, o melhor é alugar um caro por lá, pois você consegue preços mais em conta que em Arraial do Cabo ou Cabo Frio.

Como falei anteriormente, para chegar às Prainhas do Pontal do Atalaia por via terrestre, o melhor é pegar um taxi. Para as demais praias, você pode usar o transporte por aplicativo Uber ou 99. Notamos que, em Arraial do Cabo, é mais fácil conseguir um veículo pelo app 99 que pelo Uber, especialmente, de manhã.

Vale ressaltar que há uma certa dificuldade para conseguir os carros de aplicativo, portanto, os solicite com alguma antecedência. Além disso, a maioria dos carros de aplicativo não está em boas condições, mas, para trechos curtos, você até releva.

Para se deslocar entre Arraial do Cabo e Cabo Frio (ou Búzios, que é mais distante), você pode pegar um ônibus da Viação Salineira. O preço da tarifa é de R$ 5,70. Confira aqui as linhas, horários e trajetos. Também é possível fazer o percurso de Uber ou de 99, o que é mais cômodo. Fomos e voltamos de Arraial para Cabo Frio e o preço da corrida de Uber foi de cerca de R$ 40.

Do Aeroporto de Cabo Frio (CFB) para Arraial do Cabo, o melhor é pegar um taxi no próprio aeroporto. Vai ser difícil conseguir um Uber ou 99 por lá. O preço da corrida do aeroporto até a cidade gira em torno de R$ 50.


Blogagem Coletiva

Confira outras dicas incríveis do pessoal do grupo “Viagens por Escrito”:

Médica, 42, apaixonada por pessoas, sabores e novas culturas.

10 Comments

  1. Izabela Andrade Reply

    Amei o seu post sobre Arraial do Cabo, inclusive estou planejando passar uns dias por lá ainda esse ano, então achei as suas dicas super interessantes 😀

    • Luciana Mardegan Reply

      Oi Izabela, Arraial é muito lindo, mas tem dicas que podem tornar sua viagem ainda mais incrível, ne?! Bjo

  2. Amei seu post, Lu! Gosto como você dá as dicas e fala sobre suas percepções sobre o lugar da melhor maneira possível. E, queria dizer, fiquei com bastante vontade de conhecer Arraial do Cabo. O que são essas fotos?

    • Luciana Mardegan Reply

      Oi Jeanine, obrigada! O legal de escrever sobre viagens é poder trazer as nossas percepções… afinal, nem tudo é perfeito sempre… mas a cor das águas de Arraial, essas são perfeitas rsrs. Bjo

  3. Uau! Adorei seu post sobre Arraial do Cabo. Confesso que as últimas vezes que fui estava a cidade estava muito lotada e não me animei.
    Mas vou seguir suas dicas e voltar. Adorei! Obrigada por compartilhar

    • Luciana Mardegan Reply

      Arraial é sempre muito cheio… mas dá pra encontrar alguns cantinhos legais e com mais “espaço ao sol” rsrs. A Prainha (não as Prainhas do Pontal do Atalaia) é um desses lugares!

    • Luciana Mardegan Reply

      Patricia, quando vier ao Brasil, tem que separar uns 15 dias só para os encantos do estado do Rio de Janeiro rsrsrs

  4. A cor dessa água é surreal, né? Muito boas dicas, todas devidamente anotadas!

    • Luciana Mardegan Reply

      Fe,quando lembro da cor da água, me dá uma vontade de voltar!!!! Só podia ser mais quentinha, né? Bjo

Escreva seu Comentário

Pin It