O que fazer em Penedo? 14 atrações para aproveitar num fim de semana

O distrito de Penedo, localizado na região de Itatiaia/RJ, foi a única colônia finlandesa no Brasil. Cercada de muito verde, é um refúgio ideal para um final de semana.

A região possuiu algumas cachoeiras e lagos, porém o forte é a gastronomia. São inúmeros restaurantes para todos os gostos e bolsos, várias lojas de chocolates e alguns shoppings temáticos, que fazem a fama da região. Os turistas gostam mesmo é de se perderem pelas ruas e caminhar sem compromisso!

Não recomendo passar mais que um fim de semana, exceto se estiver em um hotel com muitas facilidades e a ideia seja descansar.

A seguir, confira as 14 principais atividades e atrações para se conhecer em Penedo!


Sobre Penedo, leia também:


1. Pequena Finlândia

Pequena Finlândia, Penedo, Brasil
Pequena Finlândia, Penedo

A Pequena Finlândia é um shopping temático, a céu aberto, que funciona diariamente das 10h às 21h. Você encontrará várias lojas de roupas, lembranças, chocolates e queijos, dentre outras. Recebe esse nome pois, supostamente, sua arquitetura remete à Finlândia.

A vila é bastante fofa, com lojinhas coloridas, uma pontinha, um lago e uma rua super instagramável com guardas-chuvas pendurados no ‘teto’. Todo mundo que vai a Penedo tem uma foto nessa rua!

Ah, é claro que o Papai Noel tem uma casa por lá! Além de poder visitá-la, você pode tirar fotos com ele, ou, se preferir, com a sua figura que o saúda na entrada da vila.

Apenas alguns minutos são suficientes para passear por todo o shopping e, por estar numa região bem central, você acabará passando por eles várias vezes, por isso, não se preocupe!

Para mais informações, clique aqui.

2.Casa de Verão do Papai Noel

Casa do Papai Noel, Penedo, Brasil
Casa do Papai Noel, Penedo

A Casa do Papai Noel é a principal atração da Pequena Finlândia. Embora seja a sua residência de verão, é possível encontrar o bom velhinho por lá durante o ano todo. A decoração natalina está presente em todos os detalhes. As crianças costumam adorar o passeio e, além de tirarem fotos, conversarem com o Papai Noel, podem entregar suas cartinhas de Natal!

Acho que vale a pena para quem está com crianças! Para os adultos, talvez seja melhor gastar o valor do ingresso com um chopp ou chocolate!

O espaço funciona diariamente a partir das 11h. O ingresso, entretanto, é um pouco salgado. Custa R$ 20 por pessoa. 

3. Shopping Vale dos Duendes

Shopping Vale dos Duendes, Penedo, Brasil
Shopping Vale dos Duendes, Penedo

O Shopping Center Vale dos Duendes é um outro centro comercial a céu aberto, pequeno, com alguns restaurantes, loja de queijo e licores e lojas de roupas e lembrancinhas.

O nome foi dado devido à sua área central que possuiu um lago, uma pequena ponte, vários duendes e cogumelos espalhados pelo jardim. Alguns minutos também são suficientes para essa visita e tirar algumas fotos.

As lojas funcionam diariamente das 10h às 21h. Para mais informações, clique aqui.

4. Museu Finlandês Eva Hilden

Museu Finlandês, Museu Eva Hilden, Penedo
Museu Eva Hilden: história da colônia finlandesa em Penedo

O Museu Finlandês Dona Eva Hilden é dedicado à história da colônia finlandesa no distrito de Penedo, que é bem interessante.


Estátua de Toivo Uuskalio, Museu Eva Hilden, Penedo
Estátua de Toivo Uuskalio, Museu Eva Hilden

Toivo Uuskallio (1891-1969), agricultor e religioso, foi o fundador da colônia de Penedo, idealizada por ele como uma sociedade voltada para a vida natural, para o veganismo (ovos, carnes e álcool eram proibidos) e que só poderia ser concretizada nos trópicos. Em 1929, compraram a fazenda Penedo, situada à época no município de Rezende, no estado do Rio de Janeiro. Começaram, então, a chegar os primeiros colonos finlandeses, que moraram em um casarão até que os terrenos fossem alocados e as suas casas construídas.

A principal atividade econômica da colônia foi o cultivo de mudas de laranjeiras, dedicadas à exportação. Essa atividade foi afetada pela Revolução Constitucionalista de 1932 (Penedo ficava próxima à divisa com o estado de São Paulo) e pela Segunda Guerra Mundial, que interrompeu a exportação das mudas. Enfrentando essas dificuldades, uma parte da fazenda foi vendida para a empresa farmacêutica suíça Plamed, que dedicou-se à plantação de ervas medicinais.

Entretanto, em 1948, a Plamed encerrou as suas atividades e foi feito um loteamento no lugar. A partir de então, os finlandeses e seus descendentes passaram a atuar no turismo e no artesanato. Suas casas tornaram-se hospedarias e, logo, foram criadas as primeiras pensões e hotéis. Na década de 1980, Eva Hilden fundou o Museu Finlandês, a partir de peças de sua família e doações de amigos.


O museu, entretanto, é bem pequeno. Não crie muitas expectativas! São apenas 2 salas que possuem algumas fotos e os objetos da cultura finlandesa doados pelas famílias que imigraram para o Brasil. Estão expostas tapeçarias, artesanato em madeira, objetos de vidro e uma coleção de bonecas, dentre outros.

O ingresso pode ser comprado na hora e custa R$ 10. Preste atenção ao horário de funcionamento, pois são bastante restritos. Geralmente está aberto de sexta a domingo das 10 às 13h e sexta e sábado também das 15h às 17h.

5. Três Cachoeiras

Três Cachoeiras, Penedo
Três Cachoeiras, Penedo

São as cachoeiras mais próximas do centro, ficando a apenas 3 km. São 3 quedas d’água baixas com pequenos poços bem gostosos para o banho. Tenha cuidado pois tem muitas pedras que podem ser escorregadias.

Aos finais de semana, são bastante frequentadas pelos moradores locais. Durante a alta temporada, é possível encontrar barraquinhas de comida às margens da estrada onde se localizam as cachoeiras.

6. Cachoeira de Deus

Cachoeira de Deus, Penedo, Brasil
Cachoeira de Deus, Penedo

Localizada há uns 3 km das Três Cachoeiras, a Cachoeira de Deus tem um acesso um pouco ruim por estradas de terra bem esburacadas. A entrada da trilha não é sinalizada (dizem que aos finais de semana fica uma pessoa vendendo água na frente). Não encontramos muitas pessoas para tirar as dúvidas, pois estava chovendo. Felizmente, encontramos um jipe parado na entrada e seguimos a dica. 

A trilha pode ser considerada fácil e dura uns 15 min. Em um dado momento haverá uma bifurcação; mas não se preocupe; as trilhas unem-se novamente. Siga em frente e conseguirá ver uma caminho para descer até a queda dágua.

É a cachoeira mais bonita. Tem uma queda de 15m e um gostoso poço para banho que, embora seja relativamente raso, pode ter correnteza. Tenha cuidado!

7. Três Bacias

Cachoeira Três Bacias, Penedo
Cachoeira Três Bacias, Penedo

A Cachoeira Três Bacias fica a 1,1 km da Cachoeira de Deus. É possível chegar de carro, mas a estrada é bem estreita e com buracos. Você pode ir a pé, que dá menos de meia horinha de caminhada. Cuidado porque a localização nos aplicativos pode estar errada. Há um estacionamento próximo e não tem trilha. É necessário apenas descer alguns degraus.

Como o próprio nome diz, são Três bacias escavadas em um grande rochedo. Cuidado ao caminhar entre as bacias, para não escorregar. O lugar é pequeno e não comporta muita gente, por isso, para aproveitar o banho, chegue cedo.

8. Poço das Esmeraldas

O Poço das Esmeraldas fica a 15 km do centro, bem próximo à Cachoeira das 3 Bacias.  É preciso fazer uma trilha curta e tranquila. Há uma taxa de R$18 por pessoa para tomar banho no poço. Antes da trilha, tem um estacionamento para carros no valor de R$15.

9. Serrinha do Alambari

A Serrinha do Alambari fica a apenas 14 km do centro de Penedo, em direção a Visconde de Mauá. A estrada até lá costuma ser ruim e com muitos buracos. Recomenda-se carros altos ou 4×4, especialmente nas épocas chuvosas. Trata-se de uma área de preservação ambiental com várias atividades, alguns hotéis e restaurantes.

Logo na entrada, você verá a famosa Pedra Sonora. Dizem que, ao bater na pedra, se ouvir um som característico, estará livre de acontecimentos trágicos por toda a sua vida! Não custa tentar.

É no Camping Club Brasil que estão localizados alguns dos poços e cachoeiras da região. É necessário pagar uma entrada se não estiver hospedado. Vale a pena por ter uma infraestrutura como restaurante e banheiros. As principal atração é o Poço das Esmeraldas que ganhou esse nome por sua incrível coloração.

Em outra propriedade de acesso pago (R$ 35 em dinheiro) e restrito, você poderá visitar 2 cachoeiras incríveis: Poço do Céu e dos Dinossauros. As trilhas são bem sinalizadas e não necessitam de guia. Para chega na primeira cachoeira demora-se uns 20 min. Depois, caminhe mais uns 10 min para chegar até o Poço dos Dinossauros. Esse segundo trecho é um pouco mais íngreme e escorregadio. Ambos atrativos são bem cuidados e tem águas transparentes e geladas, com tons de azul lindíssimos.

A região ainda possui criadouros de trutas e uma microcervejaria belga.

10. Pico do Penedinho

O Pico do Penedinho está localizado dentro de uma propriedade particular, podendo ser visitado das 9h às 12h.

Você deve seguir de carro pela Rua Harry Bertell, passando por algumas pousadas até chegar a uma casa com a placa Pico do Penedinho, onde você deverá deixar o seu carro estacionando e entregar a autorização ao caseiro. A autorização deverá ser retirada na Casa do Chocolate, em Penedo, com antecedência.

São 600 metros de altitude e aproximadamente 30 minutos de caminhada até o topo. A trilha é bem sinalizada e  possui alguns trechos mais íngremes. A maior parte dela é aberta, portanto, abuse do protetor solar.

A vista desse mirante é incrível: você consegue vislumbrar parte dos municípios de Resende, Itatiaia, quase todo o distrito de Penedo e a serra da Índia. Vale a pena.

11. Parque Nacional de Itatiaia

Cachoeira Véu de Noiva, Parque Nacional de Itatiaia
Cachoeira Véu de Noiva, Parque Nacional de Itatiaia

O Parque Nacional de Itatiaia merece um post só para ele, por isso, falarei de maneira resumida sobre ele aqui. O parque está dividido em parte baixa e parte alta, que não podem ser feitos no mesmo dia e, geralmente, não são para o mesmo público.

Parte alta do Parque Nacional de Itatiaia

A parte alta geralmente está reservada para quem curte trilhas longas e desafiadoras. É lá que está localizado o Pico das Agulhas Negras, o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro. O ingresso deve ser comprado com antecedência pelo site e o valor depende do número de dias que você visitará o local. 

Você terá que escolher entre caminhadas, escaladas, travessias e visitas a lagos e cachoeiras.

Parte baixa do Parque Nacional de Itatiaia

Lago Azul, Parque Nacional de Itatiaia
Lago Azul, Parque Nacional de Itatiaia

Para chegar na parte baixa, depois que passar pelo centro de Itatiaia, você deve seguir pela BR-485 mais 5,5 km até a sede do parque, conhecida como Posto 1. O ingresso pode ser pago no local e custa R$ 18. O horário de funcionamento é das 8h com permanência máxima até as 17h.

Sugerimos que você vá até o ponto mais alto, onde fica a Cachoeira Véu da Noiva e vá descendo, assim, pega os atrativos não muito lotados. No dia que fomos estava chovendo bastante, então, as trilhas, mesmo sendo relativamente fáceis estavam enlameadas e escorregadias.

Os principais pontos a serem visitados são:

  • Lagoa Azul
  • Piscina do Maromba
  • Cachoeira Itaporani
  • Cachoeira Véu de Noiva
  • Cachoeira do Poranga
  • Mirante do último Adeus
  • Calçada da fauna

12. Passeio de buggy

Muitas pessoas optam por fazer o passeio de buggy para conhecer os principais atrativos da região. O mais contratado é o passeio por Penedo que pode tanto ser realizado em buggy quanto em jeep aberto, com duração média de 2 horas. O itinerário inclui a Cachoeira de Deus, Poço das Esmeraldas, Três Bacias e o Mirante (com vista para a Serra da Índia), com uma parada de 10 a 15 minutos em cada ponto. O valor é de R$ 160 e os horários de saída são pré-definidos (variam conforme a empresa).

Passeios para a parte baixa ou alta do Parque Nacional de Itatiaia, Visconde de Mauá e Serrinha do Alambari também podem ser contratados.

São várias as empresas que fazem esses passeios no centro de Penedo. Na alta temporada, reserve com antecedência. Não fizemos o passeio pois estava chovendo. Optamos por fazer os pontos turísticos por conta própria, conforme mostramos acima.

13. Lojas de chocolate e outras delícias

Trufas Tonttulakki Suklaat, Pequena Finlândia, Penedo
Trufas Tonttulakki Suklaat, Pequena Finlândia

Penedo tem vários estabelecimentos para adoçar sua viagem. São várias lojas de chocolates, produzidos localmente, com pouca diferença de valores e qualidade entre eles.

Algumas lojas utilizam cacau vindo da Bahia, em outras, a base é o famoso chocolate Callebaut. Eu tive a difícil tarefa de provar as delícias oferecidas em todas elas e conto como foi, aqui.

Provamos alguns sorvetes também, porém não nos encantamos com nenhum. Em contrapartida, se você gosta de bala de coco, não deixe de visitar a  fábrica de bala de coco da Rosana, na entrada do hotel Terras da Finlândia.

14.Gastronomia

Loazô Restô, Penedo
Loazô Restô, Penedo

Penedo é um destino ideal para quem quer comer bem, rodeado de bastante verde. Embora tenha poucas opções de atrativos turístico, são inúmeras as opções de bares e restaurantes que você pode aproveitar.

Apesar de ser uma colônia finlandesa, há apenas um restaurante que tenta trazer os sabores desse pais, o Koskenkorva, mas, tenho certeza que você encontrará algum restaurante que agrade o seu paladar. Conheça nossas recomendações de restaurantes, aqui.

Luciana Mardegan

Médica, 42, apaixonada por pessoas, sabores e novas culturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Press ESC to close