Vale a pena visitar Jericoacoara? Opinião Sincera

Será que vale a pena visitar Jericoacoara, uma pitoresca vila situada no litoral oeste do estado do Ceará? A resposta pode parecer óbvia para alguns: é claro que sim!

De fato, se você está começando a conhecer o Brasil (ou até o mundo) ou se está há muito tempo sem viajar, certamente vai se encantar com esse destino turístico.

Entretanto, se você não é marinheiro de primeira viagem, a resposta não é assim tão simples. Com certeza, vai comparar Jericoacoara com outros destinos que porventura já conheceu, tais como, Natal, Lençóis Maranhenses, Pipa, Japaratinga, Porto de Galinhas, Maceió etc. Aspectos como preço, beleza natural, hotelaria, facilidade de acesso e segurança vão ser considerados. Afinal, você tem a opção de viajar para um ou para outro lugar (custo de oportunidade).

Neste artigo, analisamos os prós e os contras de inserir Jericoacoara nos seus roteiros de viagem. Confira!


Sobre Jericoacoara, leia também:


Os prós de visitar Jericoacoara

1. Uma vila agradável

Ambulantes à Noite na Praia de Jericoacoara
Ambulantes à Noite na Praia de Jericoacoara

A vila de Jericoacoara é muito agradável, com suas ruas não pavimentadas, seus becos e travessas charmosas, repletos de lojas, pousadas e restaurantes. O ambiente é bem rústico, um pouco distinto de outros destinos pitorescos como Pipa, no Rio Grande do Norte, ou Búzios, no Rio de Janeiro.

Cada beco de Jericoacoara tem um nome que supostamente retrata uma característica do lugar. É verdade que o Beco Doce tem apenas uma loja de doces e que não vi ninguém dançando no Beco do Forró, mas isso, de maneira alguma, tira o charme dessas vielas. É simplesmente delicioso caminhar por elas.

Arte de Rua em Jericoacoara
Arte de Rua em Jericoacoara

À noite, a vila se revela. O clima está mais agradável, pois durante o dia, o sol é inclemente. As lojas, agências e restaurantes abrem e os turistas saem para a rua. O movimento de veículos também diminui.

Na praia, um conjunto de barraquinhas se forma junto à rua principal, vendendo diferentes drinks e espetinhos. Um pouco mais próximo à agua, forma-se uma roda de capoeira. É difícil não parar por ali!

2. Por do Sol maravilhoso

Duna do Pôr do Sol, Jericoacoara
Duna do Pôr do Sol, Jericoacoara

O pôr do sol de Jericoacoara é o maior espetáculo desse destino turístico. É algo que me impressionei desde o meu primeiro dia na vila. Seja na praia, seja na chamada “Duna do Pôr do Sol”, apreciá-lo é uma das principais atrações de Jeri.

Em torno das 17h, muitos turistas se aglomeram, especialmente, no topo da Duna do Pôr do Sol. O evento esperado acontece por volta das 17h30. Porém, é em torno das 18h que o céu fica mais bonito com vários tons de amarelo e azul espalhados por todo o horizonte, além dos belos reflexos nas poças d’água situadas na areia.

Pôr do Sol em Jericoacoara, Ceará
Pôr do Sol em Jericoacoara, Ceará

Alguns levam bebidas, comidas, mas o que não pode faltar mesmo é a máquina fotográfica. Não se esqueça também de recolher todos os seus resíduos, afinal, estamos numa área de preservação ambiental.

3. Fazer tudo a pé

Pedra Furada: 40 minutos de caminhada da Vila de Jericoacoara, Ceará
Pedra Furada: 40 minutos de caminhada da Vila de Jericoacoara, Ceará

Veículos particulares não podem trafegar na vila de Jericoacoara. Entretanto, isso não é problema. Um ponto positivo de Jeri é que você pode fazer (quase) tudo a pé. Vai precisar de carro apenas para fazer os principais passeios: o do lado leste e o do lado oeste.

Na vila, em menos de 15 minutos de caminhada, você estará na praia, na duna do Pôr do Sol, no seu hotel, nos restaurantes ou em outros pontos de interesse. A exceção é a Pedra Furada, uma atração um pouco mais distante da vila. São cerca de 40 minutos caminhando por uma trilha tranquila que passa pelo Morro do Serrote.

4. Clima

Se você está cansado do frio das regiões sul e sudeste, vai dar um enorme valor a Jericoacoara. As temperaturas em Jeri costumam variar entre 23°C e 33°C ao longo do ano. É verdade que, entre 10h e 15h, pode fazer muito calor, mas basta procurar um abrigo ou um guarda-sol. Fora desse horário, a temperatura fica bem agradável, especialmente, à noite.

É bom lembrar que, entre janeiro e maio, as chuvas são mais intensas, não sendo a melhor época para visitar Jericoacoara.

5. Muitas opções de restaurantes, pousadas e hotéis

Pousada Villa Praia, Jericoacoara, Ceará
Pousada Villa Praia, Jericoacoara

Algo que me impressionou bastante na vila de Jeri é a variedade de pousadas, hotéis e restaurantes para a escolha do turista. Quanto à hospedagem, há desde os hostels até as pousadas e hotéis mais luxuosos em frente à praia. O mesmo ocorre com os restaurantes. Você encontra desde as barraquinhas de praia até restaurantes finos com cardápios feitos por chefs consagrados.

Apesar de ser um destino em geral caro, há opções para todos os gostos e para todos os bolsos. Portanto, se você tiver um orçamento apertado é importante pesquisar bastante!

6. Sensação de Segurança

Jericoacoara é um destino turístico relativamente seguro. Confesso que não me senti inseguro momento algum durante a minha estadia por lá, salvo quanto ao trânsito de veículos. O controle de acesso à vila certamente ajuda a manter esse ambiente seguro.

Existem, entretanto, alguns relatos de brigas de bar à noite, mas isso é o tipo de confusão que o turista consciente pode facilmente evitar.

De qualquer forma, tomando as cautelas básicas, tais como, não ostentar bens de valor, frequentar os lugares turísticos, e evitar caminhar por locais ermos à noite, dificilmente você será vítima de furto ou violência durante a sua viagem.

7. Conexão 4G

Em Jericoacoara, me chamou muita atenção a boa qualidade da conexão 4G, melhor que em muitas cidades grandes. Obviamente, durante os passeios afastados da vila, você vai encontrar muitas localidades onde o sinal de celular simplesmente não pega, como nas lagoas e nas dunas.

Para nós, que estamos acostumados a viajar para destinos no interior de Goiás com péssima conexão de Internet, Jeri foi realmente uma boa surpresa. A propósito, uma boa internet móvel nos ajuda bastante a se localizar na vila, cheia de travessas e becos.

Os contras de Jericoacoara

1. Preço

Jericoacoara não é um destino barato. Infelizmente, parece ser um destino voltado para estrangeiros e turistas de classe média alta. Desde o transfer do aeroporto até os passeios, alimentação e hospedagem, tudo é caro. Mais caro até mesmo que algumas capitais brasileiras.

Por isso, se estiver com o orçamento apertado, pesquise bastante e opte por hotéis um pouco mais afastados e passeios compartilhados.

2. Acesso relativamente difícil

Aeroporto Regional de Jericoacoara (JJD)
Aeroporto Regional de Jericoacoara (JJD)

Quem viaja quer chegar rápido ao seu destino. Normalmente, queremos descer no aeroporto e, em poucos minutos, chegar ao nosso hotel ou resort. Entretanto, chegar à Vila de Jericoacoara não é fácil.

Se você vem de Fortaleza, seu trajeto dura de 5 a 7 horas, dependendo do meio de transporte. Os ônibus vindos da capital cearense, p. ex., vão até à sede do município de Jijoca de Jericoacoara/CE e, de lá, você terá que fazer um transbordo para uma “jardineira”, um veículo desconfortável, para chegar até a vila.

Quem desce no Aeroporto de Jericoacoara (JJD), que fica em Cruz/CE, também sofre com o deslocamento. Tem que pegar um transfer de 50 minutos até chegar à vila. Esse transfer, em veículo privado, não sai por menos de R$ 250.

Convém lembrar, ainda, que os voos para o Aeroporto de Jericoacoara (JJD) são mais caros que os que vão para Fortaleza (FOR). As frequências são menores e as rotas diretas ligam Jeri com poucos aeroportos: Brasília, São Paulo e Belo Horizonte.

3. Belezas naturais não excepcionais

Praia de Jericoacoara, Ceará
Praia de Jericoacoara, Ceará

Se, por um lado, há belezas naturais em Jericoacoara, por outro, elas não constituem algo excepcional. Confesso que isso frustrou um pouco as minhas expectativas. Sinceramente, eu esperava mais.

Isso fica ainda mais evidente quando comparamos Jeri com outros destinos turísticos. Por exemplo, as dunas e as lagoas interdunares dos Lençóis Maranhenses são infinitamente mais belas e agradáveis que as que você vai encontrar nos arredores de Jericoacoara.

A Praia de Jericoacoara é bonita, mas, na minha opinião, também não se compara às Praias de Arraial do Cabo/RJ, de Maragogi/AL, de Conde/PB, de Alter do Chão/PA, de Ubatuba/SP, de Natal/RN, de São José dos Milagres/AL e até mesmo, de Canoa Quebrada/CE.

4. Taxa de Proteção Ambiental

Controle de Entrada em Jericoacoara, Ceará
Controle de Entrada em Jericoacoara, Ceará

Na entrada da vila de Jericoacoara, o turista deve pagar uma “taxa de turismo sustentável”. Supostamente, essa taxa busca proteger, manter e cuidar do patrimônio natural da vila. O valor não é tão elevado, mas é mais um item para considerar no seu custo de viagem. Paga-se R$ 30 por pessoa, pela estadia de sete dias.

Apesar da existência dessa taxa, durante a nossa visita à Jeri, não observamos qualquer atividade da prefeitura para a preservação do patrimônio natural. Pelo contrário, vimos muitos resíduos de construção civil e até cacos de vidro espalhados na praia.

Há um controle de acesso à vila, o que é bem chato. Sempre que for fazer um passeio, deve levar consigo o comprovante (voucher) do pagamento da taxa. Ao sair da vila com suas bagagens, você também deve apresentar esse comprovante.

5. Tráfego de veículos pela vila

Veículos particulares não podem ingressar na vila, mas bugres, motos, picapes, jardineiras e quadriciclos trafegam livremente pelas ruas de areia, especialmente durante o dia.

O problema é que não há calçadas na maior parte da vila de Jericoacoara e os veículos trafegam em alta velocidade, colocando em risco os pedestres. Alguns motoristas, especialmente os de picapes, não reduzem a velocidade nem diante da proximidade dos pedestres. Há muitos motoristas mal-educados circulando pela vila.

Conclusão

O que se pode concluir é que a relação custo-benefício de visitar Jericoacoara não é tão vantajosa, se comparada a outros destinos nacionais semelhantes.

Quando a gente põe as coisas na ponta do lápis, levando em conta tanto os gastos em tempo e dinheiro, é natural questionarmos se não seria melhor ir para João Pessoa, Maceió, Natal ou até mesmo Fortaleza.

É verdade que as experiências e as opiniões sobre um destino são pessoais e dependem muito do momento da vida de cada um, das companhias de viagem e até mesmo das experiências anteriores.

Nunca exclua um destino do seu roteiro de viagem baseado apenas em uma opinião. É importante ver as atrações com os próprios olhos, sentir o lugar, experimentar por si mesmo, para só depois concluir.

Mas, se me perguntassem se eu voltaria para Jericoacoara, eu diria que não. Uma vez é suficiente. Daria prioridade a outros destinos turísticos do nordeste, mais bonitos e mais baratos. Voltaria com certeza para os Lençóis Maranhenses, que, para mim, representam o mais bonito espetáculo da natureza no Brasil.

Mas, a gente nunca pode dizer “dessa água não beberei”. O futuro é incerto. Quem sabe se houver uma boa promoção de passagens aéreas para Jericoacoara?

Emerson Cesar

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Comments (2)

  • Daniel Kishisays:

    09/08/2022 at 12:53

    Vale muito a pena ir a Jeri, só diria para não se hospedar na vila e sim nas vizinhança e só passear por lá❗

    As praias são lindas e bem estruturadas

    • Luciana Mardegansays:

      18/08/2022 at 20:43

      Oi Daniel, nos hospedamos na Vila e gostamos bastante…onde vc recomendaria que nos hospedassemos da proxima vez? 😍

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Press ESC to close