João Pessoa: passeio de buggy pelo litoral sul da Paraíba

Quem visita João Pessoa, não pode deixar de fazer um passeio de buggy pelo litoral sul da Paraíba. As mais belas praias, mirantes e atrações estão por lá.  As fotos a seguir não me deixam mentir.

Em 2019, fizemos esse passeio e vamos contar-lhe como foi o nosso roteiro, além de passar algumas dicas essenciais para você melhor aproveitar esse paraíso no nordeste brasileiro.

Leia também:
Onde ficar em João Pessoa? Melhores bairros e hotéis

Sobre o Passeio

O passeio de buggy começa cedo. Geralmente, parte de João Pessoa em torno das 7hs da manhã e termina às 17hs. Como estávamos cansados e tínhamos um casamento à noite, combinamos com o nosso bugueiro para começar um pouco mais tarde, às 8hs, e terminar um pouco mais cedo, às 16hs.

Buggy usado no Passeio Litoral Sul de João Pessoa
Nosso Buggy

O preço do tour custa entre R$ 200 e 300. Contratamos numa banca da praia de Cabo Branco, em João Pessoa, e negociamos o valor de R$ 220,00 (era fora de temporada).

O trajeto segue em direção ao sul, passando por trechos da rodovia PB-008 e por trechos de terra para entrar em algumas atrações. A maior parte das atrações está localizada no município de Conde/PB.

1. Barra do Gramame

Barra do Gramame, Conde, Paraíba
Barra do Gramame

O Rio Gramame divide os municípios de João Pessoa e Conde, na Paraíba. No primeiro, encontra-se a Praia do Gramame Norte e, no segundo, a Praia do Gramame Sul. Esta última é um cenário de incrível beleza e foi a nossa primeira parada do passeio.

Na foz do rio, forma-se uma pequena faixa de areia dourada, que separa o rio do mar. Trata-se da Barra do Gramame, a 25 km do centro de João Pessoa.

  • Barra é uma formação na saída de um rio, canal ou lagoa para o mar aberto onde ocorre a acumulação de sendimentos. Algumas barras podem formar ilhas, penínsulas ou istmos. Um exemplo é a “Barra da Tijuca”, no Rio de Janeiro, localizada no encontro das águas de diversas lagoas com o oceano Atlântico através do Canal da Joatinga.
Barra do Gramame, Litoral Sul de João Pessoa, Paraíba
Barra do Gramame

O visitante tem duas opções de banho, no mar ou nas águas doces do rio. Estas, de tão tranquilas, lembram muito uma lagoa. Ao redor, alguns barracões vendem petiscos, caranguejos e bebidas. Não deixe de provar o “Abacaxi Maravilha” no Bar do Mexicano. No local, é possível alugar caiaques e pranchas de stand up paddle.

Barra do Gramame, Litoral Sul de João Pessoa
Barra do Gramame

Na praia, um pouquinho afastado da barra, encontra-se um conjunto de falésias. Enfim, o cenário completo é, de fato, muito bonito.

Entretanto, o Gramame Sul é considerada uma das atrações mais perigosas do litoral sul. Em razão disso, o Corpo de Bombeiros mantém constantemente no local guarda-vidas. Ocorre que, em determinados horários, forma-se uma forte correnteza onde o rio encontra o mar e alguns turistas já foram pegos de surpresa e se afogaram.

Além disso, o turista deve ter cuidado ao caminhar pelo rio, pois a lama é bem escorregadia  e você pode cair  e até se machucar nas pedras.

2. Praia do Amor

Pedra do Amor, Praia do Amor, Conde, Estado da Paraíba
Pedra do Amor

Nossa segunda parada foi na Praia do Amor, a 30 km de João Pessoa. A praia é famosa pelas suas formações rochosas, dentre as quais, um arco rochoso (furo) cujo formato lembra muito um coração – a pedra do amor.

Segundo a lenda, os casais que passam por debaixo do furo tem sorte do amor. Não é à toa que muitos casais fazem fila para tirar foto por lá.

Praia do Amor, Conde, Paraíba
Praia do Amor

Na área das formações rochosas, não há muita infraestrutura.

Os turistas afirmam que o que vale mesmo à pena é nadar nas águas quentes, calmas e esverdeadas da praia. Por lá, há quiosques e guarda-sóis. Uma trilha liga a pedra do amor à praia propriamente dita. Infelizmente, não ficamos muito tempo por lá.

3. Mirante Dedo de Deus e Mirante das Tartarugas

Mirante Dedo de Deus, Conde, Paraíba
Mirante Dedo de Deus

O ponto alto do nosso passeio foi, literal e metaforicamente, o Mirante Dedo de Deus, a 38 km de João Pessoa.

Nosso bugueiro fez um desvio na estrada, pegou um caminho de terra e pediu para que fechássemos os olhos. A surpresa valeu a pena!

Vista do Mirante das Tartarugas - Entre a Praia de Coqueirinho e a Praia de Tabatinga
Vista do Mirante das Tartarugas – Entre a Praia de Coqueirinho e a Praia de Tabatinga

O Mirante do Dedo de Deus é a ponta de uma falésia que oferece uma das vistas mais magníficas da Praia de Coqueirinho. Passamos um bom tempo tirando fotos e apreciando aquele visual. Veja a foto em destaque (capa)!

À esquerda, há um caminho que nos leva a outro mirante: o Mirante das Tartarugas. Esse é para quem nunca se cansa de se surpreender. A vista é da também maravilhosa Praia da Tabatinga, com suas águas de cor esmeralda. Ao longo da praia, falésias tornam aquele cenário ainda mais magnífico.

Praia de Tabatinga, Vista do Mirante das tartarugas, Conde, Paraíba
Praia de Tabatinga, vista do Mirante das tartarugas

No acesso aos mirantes, há, ainda, algumas barraquinhas vendendo artesanato e outras coisas.

É bom lembrar que lá você só chega de buggy, moto ou de carro particular. Os ônibus ou vans de turismo não incluem o mirante no roteiro dos tours.

Deve-se ter cuidado para não cair no penhasco. Estamos em uma área de falésias com risco de desmoronamento.

4. Praia de Coqueirinho

Praia de Coqueirinho - parte Sul, Conde, litoral sul de João Pessoa
Praia de Coqueirinho – parte Sul

A Praia de Coqueirinho fica a 40 km de Tambaú. Na minha opinião, é uma das melhores praias para se passar o dia no litoral de João Pessoa. Pode ser dividida em duas partes: a norte e a sul.

Guarda-Sóis na Praia de Coqueirinho, Conde, Paraíba
Guarda-Sóis na Praia de Coqueirinho (norte)

Na parte norte, a água é mais calma e há arrecifes que formam deliciosas piscinas naturais. É nessa área onde se encontram vários quiosques e restaurantes. Algumas mesas estão localizadas na praia e outras na parte de cima.

Piscinas Naturais na Praia de Coqueirinho, Conde, Paraíba
Piscinas Naturais na Praia de Coqueirinho (norte)

A parte sul tem águas mais agitadas e pouca infraestrutura.

Dessa vez, ficamos na parte norte, sentados numa mesa do Quiosque Marlin. Pedi um delicioso Camarão ao Abacaxi, acompanhado de uma cerveja bem gelada. Naquele calor, pense numa coisa boa!

  • Desrespeito aos direitos trabalhistas. Algo que me incomodou bastante foi saber que o garçom que trabalhava na área da praia não recebia salário. Ele só ficava com a gorjeta (10%) recebida dos clientes.
Camarão ao Abacaxi, Quiosque Marlin, Praia de Coqueirinho, Conde, Paraíba
Camarão ao Abacaxi, Quiosque Marlin

A praia de Coqueirinho é um excelente ponto para você conhecer também outras belas praias no litoral sul.

Praia de Tabatinga, Conde, Litoral Sul da Paraíba
Praia de Tabatinga, Conde, Litoral Sul da Paraíba

Após o almoço, decidimos fazer uma caminhada até a Praia de Tabatinga, que havíamos observado lá de cima do mirante. Trata-se de uma área de proteção ambiental e não há quiosques ou mesas por lá. A praia estava vazia. Aproveitamos bastante aquelas águas quentinhas e sem muita muvuca.

5. Praia de Tambaba

Tambaba - Piscinas Naturais na Área Não Naturista
Piscinas Naturais na Área Não Naturista (créditos: Fred Schinke – Flickr/CC BY 2.0)

A praia de Tambaba fica a 42 km de João Pessoa. É conhecida por ser uma das primeiras praias no Brasil onde é permitido o naturismo. A praia ficou famosa também por sediar o 31º Congresso Internacional de Naturismo em 2008.

Também está dividida em duas partes: a área não-naturista e a área naturista.

A área naturista é administrada pela Associação Tambaba Nua que fica responsável por impor o código de ética naturista, visando garantir um padrão de comportamento respeitoso entre os visitantes.

Dessa forma, é obrigatório a nudez total para ter acesso ao local. Estão proibidas filmagens ou fotografia sem autorização do fotografado. Além disso, qualquer comportamento ou prática sexual são expressamente proibidos. Homens, por sua vez, só podem ingressar com a companhia de uma mulher.

A área não-naturista é pequena e costuma ficar lotada. A praia é cheia de pedras, o que pode fazer com que os visitantes se machuquem.

Como não sou muito adepto do naturismo, visitei apenas a área não-naturista, mas isso foi há alguns anos.

Sinceramente, não achei nada demais. Se você não estiver disposto a ficar “pelado”, minha sugestão é excluir Tambaba do seu roteiro pelo litoral sul. Foi o que eu fiz dessa vez.

De qualquer forma, vale a pena conhecer o Mirante de Tambaba e ter uma belíssima vista das falésias da região.

6. Casa de Doces de Tambaba

Casa de Doces Tambaba
Casa de Doces Tambaba (créditos: Rosanetur – Flickr/CC by 2.0)

Fruto do empreendedorismo de Nevinha e sua mãe D. Luiza, a casa de doces de Tambaba é hoje uma parada estratégica para quem está visitando o litoral Sul da paraíba. A singela construção de taipa, num terreno arenoso repleto de sombras refrescantes das árvores, tem um doce caseiro delicioso.

Na loja, com as paredes decoradas com tecidos floridos e coloridos, o turista é convidado a degustar algumas das delicias locais. Cuidado! Se você provar, vai ser impossível não comprar para comer mais tarde.

Toda a matéria prima para a confecção dos doces é adquirida na própria comunidade. O doce de coco com leite condensado é um dos carros chefe do local. Foi vendendo esse doce que Nevinha começou o seu sonho em 2013. Na época, possuía apenas um tabuleiro, debaixo de um pé de caju, onde aguardava a passagem de algum cliente.

A fama dos doces foi crescendo, e hoje, a  atividade emprega vários membros da família e é a sua principal fonte de renda. Além dos já citados doces, também é possível provar a cachaça artesanal e apreciar um pouco do artesanato da região.

Dicas para explorar o litoral sul da Paraíba

Para melhor aproveitar o litoral sul da Paraíba, confira as dicas a seguir:

1. Vá de Buggy

Como falei, ir de buggy permite que você tenha acesso aos mirantes, como o Mirante do Dedo de Deus, que são inacessíveis aos ônibus e vans de turismo. Outra opção é alugar um carro e ir por conta própria, mas procure se informar antes sobre como chegar aos principais pontos turísticos.

2. Escolha bem o bugueiro

O bugueiro vai te acompanhar durante todo o passeio. Por isso, é importante você escolher alguém confiável, que dirija com responsabilidade, e que te leve aos principais pontos turísticos e aos melhores restaurantes. A minha sugestão é que você procure indicações com quem já usou os serviços.

Não indico o bugueiro que nos levou, pois ele foi muito impertinente e invasivo durante o passeio, a despeito de ter nos levado a lugares bem interessantes.

3. Não mais que 2 ou 3 pessoas num buggy

O buggy comporta, no máximo, 3 pessoas, além do bugueiro. Apesar disso, é comum ver algumas agências vendendo passeio de buggy para 4 pessoas. Além do conforto, você deve pensar também na segurança.

4. Combine o trajeto com antecedência

É importante que você verifique, com antecedência, o trajeto que irá fazer e, se possível, customize o passeio às suas necessidades. Nós, por exemplo, excluímos a Praia de Tambaba, pois já a tínhamos visitado em outra oportunidade.

5.  Município de Conde, na Paraíba

A maior parte dessas atrações está localizada no município de Conde-PB. Se você estiver com um carro alugado, uma boa opção é se hospedar por lá e aproveitar tranquilamente cada uma dessas atrações. Confira as melhores pousadas para se hospedar em Conde/PB.

6. Evite os finais de semana

Nos finais de semana e feriados, algumas dessas praias costumam ficar lotadas e pode ser difícil, inclusive, encontrar lugares para se acomodar. Para ter mais tranquilidade, procure fazer o passeio durante a semana.

7. Use sapatilhas aquáticas

As sapatilhas aquáticas são essenciais para quem quer caminhar nas pedras, na água, na rua e no asfalto. É um calçado mais adequado que chinelo ou tênis. Você pode calçar uma vez e só tira quando voltar do passeio.

8. Use protetor solar, leve um Chapéu e beba muita água

Em João Pessoa e no litoral sul da Paraíba, faz muito calor e o sol é muito forte. Para se manter hidratado, leve consigo várias garrafas de água mineral. Não estou dizendo uma, mas várias!

Não se esqueça de usar e abusar do protetor solar e de colocar um chapéu, pois, caso contrário, voltará um “pimentão”, podendo, até mesmo, ter queimaduras por excesso de exposição ao sol.

Emerson Cesar

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Sobre o Blog


Turistando por mais de 60 países, já dobrei o Cabo da Boa Esperança, cheguei ao Fim do Mundo e alcancei o Topo da Europa. Enfrentei as Dez Cortes do Inferno e cheguei ao céu em um Balão. Ainda tenho muitos lugares a desvendar, culturas a conhecer e comidas a experimentar. Viaje comigo nos relatos!

Web Stories

Press ESC to close

Enviando dinheiro para a Argentina via Western Union Buenos Aires: comendo bem e barato