A Chapada Diamantina, na Bahia, tem incontáveis encantos. Com mais de 40 mil km2, é uma região serrana com várias nascentes de rios. As águas deslizam pelo relevo local, despencam em cachoeiras e formam belíssimas piscinas naturais (fonte: wikipedia).

São tantos atrativos que, ao organizar sua viagem, fica difícil escolher o que visitar. Entretanto, ao passar pela cidade de Lençóis, o Parque da Muritiba, não pode ficar de fora do seu roteiro e você vai descobrir abaixo, o motivo!

O Parque Municipal da Muritiba é uma unidade de conservação de 60 hectares, situada na área urbana, bem próxima ao centro de Lençóis/BA. Essa unidade foi criada pela prefeitura em 1986, originalmente como Parque Recreativo Municipal de Lençóis, com a finalidade de garantir a preservação do ambiente natural e da biodiversidade, em especial, das nascentes, da fauna, da flora e de seus atrativos turísticos. Popularmente, o parque é chamado de “Serrano”, mas, como veremos a seguir, Serrano é apenas uma das atrações do parque (fonte: Liliam Margarida).


Sobre a Chapada Diamantina, leia também:


Contratando o Passeio

Zentur, Lençóis, Passeios na Chapada Diamantina
Agência Zentur em Lençóis/BA

Nós fizemos esse passeio com a Zentur e recomendamos. A agência, localizada na Praça dos Nagôs, 1, logo após a ponte sobre o Rio Lençóis, tem mais de 20 anos de experiências em tours na Chapada Diamantina. Em seu site são oferecidos trekkings, experiências de aventura como rappel e escalada, além de roteiros de mais de um dia, como por exemplo, os roteiros de 3-5 dias pelo Vale do Pati.

No site da Zentur você pode ver as opções e fazer uma pré-reserva. Posteriormente, receberá um email da agência com todas as informações e orientações para o pagamento do sinal. No nosso caso, toda a nossa comunicação foi por whatsapp (+55 75 9955 9482). A Tialle estava sempre disponível para tirar as nossas dúvidas e nos ajudar a adequar nossos desejos à nossa condição física e aos caprichos da natureza (pela chuva, alguns passeios não estavam sendo operados).

Definimos com a Tialle os tours que faríamos porém, a programação final, só nos foi entregue uns 7 dias antes da viagem pois, como é necessário a formação de grupos, eles precisam ter essa flexibilidade de datas, mas todos os passeios ocorreram. No site tem um calendário com as saídas já confirmadas.

No dia anterior ao passeio passamos na agência para assinar a papelada do seguro (Ecotrip), item fundamental na minha opinião, pois, em turismo de aventura, estamos sempre sujeitos aos caprichos da natureza.

Como foi a visita ao Parque da Muritiba?

Entrada do Parque da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina
Entrada do Parque Municipal da Muritiba em Lençóis

Nos reunimos com nosso grupo na agência às 8h30. Deveríamos ir a pé até a entrada do parque municipal. Isso significava uma caminhada de 1,5 km, ladeira acima. Felizmente, nosso grupo concordou em ir de carro e em 5 minutos já estávamos na entrada do parque.

A entrada no Parque Municipal da Muritiba é gratuita. Não é necessário contratar um guia, mas acho muito importante fazer a trilha acompanhado de um condutor.

Mirante do Parque da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina
Mirante do Parque da Muritiba (visto de baixo)

Em primeiro lugar, porque a trilha não é muito bem sinalizada e há vários trechos que podem causar dúvida.

Em segundo lugar, porque desacompanhado você não aproveita todo o parque. A maioria das pessoas que opta por ir sozinha visita apenas o Serrano, o Salão de areias coloridas e a Cachoeirinha.  Entretanto, acho que vale a pena fazer o percurso completo que inclui duas outras cachoeiras e um belíssimo mirante.

1. Serrano

Caldeirões do Serrano
Caldeirões do Serrano

O passeio inicia-se pelo Serrano. É uma área geológica com formações com mais de 1 bilhão de anos. O terreno lembra uma superfície lunar. São pedras de cor acinzentada com buracos escavados que formam deliciosas piscinas naturais. As corredeiras que passam entre os poços formam uma mini cascata e fornecem uma massagem gratuita para quem se aventura a entrar nos buracos de águas escuras e geladas.

Cuidado ao escolher o caldeirão para se banhar! Alguns são fundos e possuem uma pequena correnteza circular que pode puxar para baixo os mais desavisados.

Nosso guia nos contou que os garimpeiros procuravam os diamantes nesses buracos. Acredita-se que nem 50% do material foi explorado.

Caminhe por esse terreno desnivelado por 10 minutos (500 metros) até chegar aos salões de areias coloridas. Cuidado para não escorregar ou torcer o pé em algum buraco!

2. Salão de Areias Coloridas

Parque da Muritiba: um incrível passeio na Chapada Diamantina 1
Salão de areias coloridas

O salão de areias coloridas é formado por rochas gigantescas de origem sedimentária. Elas são mais “porosas” e por isso é fácil extrair as areias desse lugar. Pela grande diversidade de cores, no passado, as areias eram extraídas para fazer artesanato. Entretanto, essa atividade atualmente é proibida.

Salão de Areias Coloridas, Parque da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina
Salão de Areias Coloridas

Dizem também que o Salão de Areias Coloridas foi um dos cenários da vinheta de abertura da novela Pedra sobre Pedra (1992) da TV Globo. Nesta abertura, o designer Hans Donner misturou elementos naturais com a forma feminina e, por meio de computação gráfica, ele transformou o corpo da modelo Mônica Fraga em rochas e montanhas. A paisagem natural de Lençóis era ideal para a montagem desejada (fonte: Memória Globo).

3. Cachoeira Halley

Cachoeira Halley
Cachoeira Halley

Outra parada para banho é na Cachoeira Halley. O nome é uma homenagem ao cometa que apareceu pela última vez em 1986.

O Poço do Halley é raso, com águas escuras e cristalinas. Deixe para tirar o tênis bem próximo à água, pois as pedras ao redor da cachoeira, machucam os pés. Ficamos lá por uns 10 minutos e seguimos para a próxima atração.

4. Cachoeira Primavera

Cachoeira Primavera
Cachoeira Primavera

Para chegar à cachoeira Primavera leva-se uns 20 minutos numa trilha de 500 metros que inclui algumas subidas cansativas e a travessia de um rio. A correnteza era bem forte e, mesmo atravessando com água no meio da perna, precisamos do apoio do guia.

A cachoeira tem uma pequena queda de cerca de 4 metros e um poço de 2,5m de profundidade. Depois da subida cansativa, é um bom momento para você se refrescar e repor as energias. Mas, achei um pouco perigoso entrar nessa cachoeira.

5. Mirante do Parque da Muritiba

Trilha do Parque da Muritiba
Trilha para o Mirante do Parque da Muritiba

Para chegar ao mirante são mais uns 15 minutos de caminhada com dificuldade leve a moderada. Em um determinado momento, é necessário contornar um rocha agarrado a uma corda. Se estivesse sem guia, nunca acharia que esse era o caminho correto.

Turistas no Mirante do Parque da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina
Turistas no Mirante do Parque da Muritiba

Entretanto, a vista do Mirante é compensadora! Do alto, você aprecia a bela paisagem das montanhas e da cidade de Lençóis.  Rendeu boas fotos.

6. Cachoeirinha

Cachoeirinha, Parque da Muritiba
Cachoeirinha, Parque da Muritiba

Algumas pessoas que não querem fazer a parte mais cansativa da trilha acabam visitando apenas o Serrado, os salões de areia colorida e se dirigem diretamente para a Cachoeirinha, que tem o banho mais gostoso.

O poço é raso e é fácil chegar até a pequena queda d’água de 4 metros. Acredito que tenhamos ficado por lá uns 20 minutos.

Após um momento de descanso, era hora de voltar, pois à tarde iríamos conhecer o famoso tobogã natural da Chapada Diamantina. Leia aqui.

7. Retorno

Trilha de Retorno do Parque da Muritiba, Lençóis, Chapada Diamantina
Trilha de Retorno do Parque da Muritiba

O retorno até a entrada do parque tem apenas 500 metros. É bastante tranquilo e sombreado.

Nosso roteiro pelo Parque da Muritiba foi circular, portanto, terminamos nosso percurso passando novamente pelos caldeirões do Serrano. Fica a dica: se você quiser, pode aproveitar para se banhar novamente!

Resumo

O parque da Muritiba é um lugar encantador em Lençóis, ideal para passar algumas horas, principalmente, se você ainda estiver se ambientando à cidade. Possui 3 cachoeiras próprias para banho que são legais, mas não se comparam às outras da Chapada Diamantina. Para mim, o ponto alto do passeio são os caldeirões do Serrano. Imperdíveis!

  • Dificuldade: leve (no trecho do Serrano, do Salão de Areias Coloridas e da Cachoerinha). Para visitar a cachoeira Primavera e o mirante, há algumas subidas e trechos que exigem um pouquinho mais de esforço.
  • Distância: trajeto circular de uns 4 km + 2km (ida e volta até o centro de Lençóis)
  • Tempo: passeio de meio dia. Pense em combiná-lo com o Ribeirão do Meio ou com a Cachoeira do Mosquito. São em torno de 4 horas de passeio, com várias paradas.
  • Preço: não é cobrada a entrada. Seu custo será com o guia. Na Zentur, agência que recomendamos, o passeio sai por R$ 100,00 por pessoa. Se o tour for combinado com outro atrativo, descontos são aplicados.
  • Guia: não é obrigatório mas, recomendo. A trilha não é sinalizada e você pode não aproveitar todas as atrações do parque.
  • Cidade base: Lençóis/BA (entrada a 1km do centro turístico).

Disclaimer: Fizemos esse passeio a convite da Zentur. Todas as informações contidas neste artigo refletem fielmente a minha real experiência. 

Médica, 42, apaixonada por pessoas, sabores e novas culturas.

Escreva seu Comentário

Pin It