O que fazer em Kuala Lumpur? As 10 principais atrações!

Como já mencionamos no post anterior, Kuala Lumpur (KL), na Malásia, é uma excelente porta de entrada para o Sudeste Asiático. Apesar de não ser o principal destino turístico da região, a cidade tem atrações suficientes para 2 ou 3 dias de viagem.

Neste artigo, vamos falar sobre as 10 principais atrações de Kuala Lumpur.

  • Lembrando que a Malásia é um país multicultural, formado por povos de várias origens (indiana, chinesa e malaia) e as atrações de Kuala Lumpur refletem essa diversidade.

Confira!

1. As Cavernas de Batu (Batu Caves)

Batu Caves, Kuala Lumpur, Malásia
Batu Caves

As Cavernas de Batu são um dos mais importantes santuários hinduístas fora da Índia. Consistem de uma série de cavernas construídas numa colina.

O que mais se destaca nessa atração é a estátua de Murugan, uma divindade hindu, com mais de 42 metros. Ao lado da estátua, encontra-se uma escadaria com mais de 200 degraus que dá acesso às cavernas principais.

  • Dica: Cuidado com os Macacos. Evite levar comidas ou brincar com os animais, pois eles podem ficar agressivos.
Macaco nas Batu Caves, Kuala Lumpur, Malásia
Macaco nas Batu Caves

A atração é local de peregrinação de hindus de vários países da região (nós encontramos diversos na nossa visita) e é palco de diversas festividades religiosas.

  • Dica: Não deixe de visitar a caverna dos morcegos, a Dark Cave. É uma atração guiada paga à parte. É um sítio de conservação onde você poderá aprender sobre um ecossistema bem diferente, que se sustenta à base de guano.

Para chegar à atração, basta pegar o trem KTM na estação central de Kuala Lumpur (KL Sentral) em destino às Batu Caves. O trajeto dura 30 minutos.

2. Museu de Artes Islâmicas

Museu de Artes Islâmicas, Kuala Lumpur, Malásia
Museu de Artes Islâmicas

Quem gosta de arte, não pode deixar de visitar o Museu de Artes Islâmicas (Islamic Arts Museum Malaysia) de Kuala Lumpur.

O belíssimo museu contempla diversas espécies de manifestações artísticas do mundo muçulmano, como a arquitetura (maquetes de mesquitas por todo mundo), vestimentas, cerâmica, joalheria, moedas, armas, obras de metal, mobiliário, caligrafia, etc. Além disso, há galerias específicas de arte do mundo malaio, indiano e da china.

 

O museu é uma construção moderna, com três amplos andares, e conta com restaurante, loja e área de descanso. Eu, particularmente, adorei as decorações nas paredes e nos tetos do museu.

Teto decorado no Museu de Artes Islâmicas, Kuala Lumpur, Malásia
Teto decorado no Museu de Artes Islâmicas
  • Dica: Não deixe de apreciar a cúpula, no piso superior.
Cúpula no Museu de Artes Islâmicas, Kuala Lumpur, Malásia
Cúpula no Museu de Artes Islâmicas

O museu fica próximo ao jardim botânico de Kuala Lumpur e à mesquita nacional. Para chegar ao museu, basta descer na estação KTM Kuala Lumpur e seguir as indicações para a mesquita nacional (Masjid Negara), que fica ao lado do museu.

3. Lake Gardens (Perdana Botanical Gardens)

Perdana Botanical Gardens, mais conhecido como Lake Gardens, é um lugar para relaxar da agitação de Kuala Lumpur. O parque é centenário e sua criação remonta a época colonial (1888).

Situado no coração da cidade, são 92 hectares de área verde, trilhas, lagos, jardins e fontes. Dentre esses, destacam-se o Jardim das OrquídeasJardim de hibisco, o Deer Park (Parque dos Veados), o Sunken Garden e o Laman Perdana, que é um ponto coberto para realização de eventos no parque.

O parque funciona de 7hs às 20hs. Recomendo chegar no início da manhã ou final da tarde, pois o calor de KL pode ser intenso no meio do dia.

  • Como chegar:  você pode descer nas estações de trem KL Sentral ou Kuala Lumpur e caminhar até o parque; ou pegar o ônibus B112 da estação LRT Pasar Seni (e descer no Museu Nacional), ou ainda pegar um Uber ou Taxi.

4. Mesquita Nacional da Malásia (Masjid Negara)

Masjid Negara, Kuala Lumpur
Masjid Negara, Kuala Lumpur

A Mesquita Nacional da Malásia (Masjid Negara) foi inaugurada em 1965, poucos anos após a independência do país.

Com arquitetura moderna, feita de concreto, a mesquita tem algumas características especiais, muito diferente daquelas que você porventura viu em Istambul, na Turquia.

Destaca-se um minarete de 73 metros, com seção quadrada, e um teto em formato de uma estrela de 16 pontas. Além disso, na parte interna, cabe observar uma ampla área cheia de pilastras e, na parte externa, as fontes de água.

A visita é gratuita. Confirme os horários de abertura (6:30hs-13hs, 14:30-16:00, 17:30-19:00hs).

Masjid Negara
Sala de Orações da Masjid Negara

Nos horários de oração, não é permitida a visita de não-muçulmanos, como ocorre nas mesquitas em geral. A própria sala de orações é fechada para não muçulmanos.

Homens não podem entrar de shorts ou camisas regatas. As mulheres devem usar o Chador. Todos devem retirar os sapatos e deixa-los na entrada da mesquita, como também é usual na visitação das mesquitas.

Mesquita Nacional
Mesquita Nacional

A Mesquita Nacional fica próxima à estação Kuala Lumpur (KTM) e à estação Pasar Seni do Metro. Na região, estão outras atrações como o Museu de Artes Islâmicas e o Lake Gardens.

5. Petronas Towers – KLCC

Petronas Towers, Kuala Lumpur
Petronas Towers, Kuala Lumpur

As Torres Petronas são o cartão postal de Kuala Lumpur. Os dois edifícios ligados por uma ponte (Skybridge) podem ser vistos de diversos pontos da cidade. Simplesmente não dá para ir para Kuala Lumpur e não visita-las.

Com 452 metros de altura, correspondem ao 6° maior edifício do mundo, atrás do Burj Khalifa e do Taipei 101. São mais altas que o famoso Empire State Building de Nova Iorque.

A construção está localizada numa área conhecida como KLCC – Kuala Lumpur City Centre, com hotéis famosos, shoppings e parques públicos. Abaixo das torres, encontra-se, por exemplo, o Suria KLCC, um belíssimo shopping center com diversas lojas famosas e restaurantes.

Shopping Mall Suria KLCC
Shopping Mall Suria KLCC

É possível fazer visitas guiadas às torres. A visitação está aberta de terça-feira a domingo (das 9 às 21hs), sendo fechada entre 13 e 14:30hs nas sextas feitas.

A visita é guiada e dura 45 a 60 minutos. Você sobe de elevador até a altura de 170 metros e visita a Skybridge.

Os tickets custam RM 85 (aprox. R$ 65). É recomendável comprá-los aqui com antecedência, pois os tickets são limitados por dia.

Você pode chegar às torres pela estação de metro KLCC.

  • Dica: Ainda que não vá fazer a visita ao interior do edifício, não deixe de apreciar as torres por fora. Elas são belíssimas, especialmente à noite quando iluminadas.

6. Torre de Kuala Lumpur (KL Tower)

Torre de Kuala Lumpur
Torre de Kuala Lumpur

Torre de Kuala Lumpur, também conhecida como KL Tower ou Menara KL, é considerada a 7ª maior torre de telecomunicações da Ásia, com 421 metros de altura. É um outro ponto que oferece uma excelente vista de Kuala Lumpur e das Petronas Towers.

As principais atrações da torre são o Observation Deck, área fechada localizada a 276 metros de altura, o SkyDeck, área aberta a 421 metros de altura, e o SkyBox, que é uma caixa a 300 metros de altura com chão de vidro, onde os turistas costumam ter uma incrível experiência.

Além dessas, a torre oferece outras atrações, tais como, MiniZooF1 SimulatorXD TheaterAquário de CoraisUpside Down House, dentre outras.

  • Há basicamente duas opções de visitação: 115 MYR, você tem acesso ao Observation Deck e às seguintes atrações: MiniZoo, XD Theater, F1 Simulator, Aquário, Upside down house; por 155 MYR, você tem acesso, além das atrações anteriores, ao SkyDeck e ao SkyBox.

Na torre ainda são realizados eventos e exposições. Para maiores informações, consulte o site: www.menarakl.com.my

  • Como chegar: De metrô (LRT) desça na estação Dang Wangi e caminhe 10 minutos seguindo as placas para Menara Kuala Lumpur.

7. Thean Hou Temple

Thean Hou Temple, Kuala Lumpur, Malásia
Thean Hou Temple, Kuala Lumpur

Um belíssimo templo budista de 6 camadas construído em homenagem à deusa Tian Hou, protetora dos pescadores. Foi construído pela comunidade chinesa de Kuala Lumpur, originários da província de Hainan (uma ilha no sudoeste da China).

O templo combina elementos do budismo, taoísmo e confucionismo, e também é um lugar de adoração da deusa da misericórdia (Guan Yin) e da deusa do Waterfront. No hall de oração, você verá estátuas de todas essas deusas.

Está situado no alto de uma colina, às margens de uma rodovia federal. É mais um local de onde se pode ter uma vista incrível da cidade de Kuala Lumpur (veja foto do topo).

Na primeira vez que visitei o templo, em 2013, ele estava enfeitado com essas belíssimas lanternas chinesas, que trazem um encanto especial ao local.

Para chegar ao templo, é necessário pegar um taxi ou uber. Muitos turistas costumam combinar com os taxistas para aguardarem o término da visita no local.

A entrada é gratuita e o templo está aberto diariamente das 8 às 21hs. Costuma-se gastar 1 hora na visita ao templo.

  • Dica: não deixe de visitar a loja de souvenirs na parte de baixo do templo.

8. Central Market

Central Market, Kuala Lumpur, Malásia
Central Market

Central Market é um mercado de dois andares localizado na região central de Kuala Lumpur. O mercado contempla lojas de artesanato, roupas e souvenirs, bem como cafés e restaurantes de comidas típicas. É limpo e organizado. Ideal para você comprar aquelas lembrancinhas de viagem, mas não deixe de pechinchar.

Quando fui pela primeira vez ao local, havia um espetáculo de dança e música malaia na entrada do mercado.

Rua Lateral ao Central Market, Kuala Lumpur, Malásia
Rua Lateral ao Central Market

O Central Market é bem antigo, remonta à época colonial (British Malaia), foi inaugurado em 1888, inicialmente, como um mercado de produtos frescos (peixes, carnes, frutas).

Para chegar lá, basta descer na estação LRT Pasar Seni (em malaio, Pasar Seni significa mercado central). O Mercado também fica próximo a região de Chinatown.

A entrada é gratuita e o mercado funciona das 10 às 21:30hs.

9. Aquaria KLCC

Aquaria KLCC, Kuala Lumpur, Malásia
Aquaria KLCC (Fonte: Creative Commons)

Um lindo aquário na região conhecida como Kuala Lumpur City Centre (KLCC). O aquário é imenso e contempla uma grande variedade de animais, inclusive não marinhos.

No local, o turista poderá apreciar de perto uma diversidade de peixes, tubarões e arraias, dentre outros. O ponto alto da visita é o túnel que passa por dentro do aquário e encanta visitantes de todas as idades.

  • Dica: não deixe de assistir a alimentação dos animais marinhos. Veja os horários no site.

O Aquário é de fácil acesso a partir do Shopping Center Suria KLCC (abaixo das Petronas Towers), por meio de um túnel subterrâneo. A estação de metrô mais próxima é a KLCC.

A entrada custa 69 MYR e o aquário funciona das 10 às 20hs, incluindo fins de semana e feriados.

10. Museu Nacional (Muzium Negara)

Se você quer conhecer um pouco da cultura e da história da Malásia, não pode deixar de visitar o Museu Nacional.

São quatro salas de exibição em dois andares, cada uma cobrindo uma diferente época da história do país: Galeria A – Pré-história; Galeria B – Reinos Malaios; Galeria C – Era Colonial; e Galeria D – Era Contemporânea (Malaysia Today).

Além dessas galerias (internas), há uma exposição externa sobre os meios de transporte do país.

O Museu está próximo à Estação KL Sentral (500 metros). Basta seguir as placas. Está aberto das 9 às 18 horas. O preço do ingresso é apenas 5 MYR.

Espero que tenham gostado. Aproveite sua viagem à Kuala Lumpur!

Emerson Cesar

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sobre o Blog


Turistando por mais de 60 países, já dobrei o Cabo da Boa Esperança, cheguei ao Fim do Mundo e alcancei o Topo da Europa. Enfrentei as Dez Cortes do Inferno e cheguei ao céu em um Balão. Ainda tenho muitos lugares a desvendar, culturas a conhecer e comidas a experimentar. Viaje comigo nos relatos!

Web Stories

Press ESC to close

Enviando dinheiro para a Argentina via Western Union Buenos Aires: comendo bem e barato